Reflexos do desconto no custo

Reflexos do desconto no custo

Como o desconto prejudicar o custo?

Definitivamente, o comércio inicia na compra do estoque.

A mercadoria chega na loja e, pouco tempo depois, percebe-se que a mesma está com validade vencida.

O fornecedor é contactado e decidem por uma compensação no valor da compra com desconto no boleto ou mesmo com uma bonificação com outro produto.

Vamos focar no desconto concedido nos boletos e nos efeitos dessa prática no custo.

Sempre que uma entrega é feita, o sistema soma os valores da nota do fornecedor e o valor constante no sistema e depois de somar as quantidades do estoque às quantidades compradas e calcula uma média para redefinir o novo custo.

Naturalmente, esse processo leva em consideração o regime de tributação da empresa com relação à exclusão do ICMS e do PIS e da COFINS do custo (custo efetivo).

Quando a empresa recebe o produto e pelo motivo exposto recebe um desconto no boleto, essa negociação interfere diretamente no custo, o que pode gerar médias maiores ou mesmo inferiores.

O custo efetivo de comercialização serve de base para agregação do markup.

O markup é o percentual que considera todos os gastos da loja, incluídos os fixos e os variáveis, visando determinada margem de lucro.

O desconto pode ser de dois tipos: o incondicional que é definido no momento da compra e deve fazer parte da nota fiscal, preferencialmente por linha de produto e JAMAIS por total da operação.

Já o desconto do tipo condicional é negociado, atendendo determinadas condições como pagamentos antecipados, por exemplo. 

Como podemos concluir, sempre que um desconto é concedido de forma incondicional, o custo do produto cai e o preço é favorecido.

Ainda tem outro lado da moeda: quando o fornecedor não concede o desconto na nota fiscal, a carga tributária aumenta, o que é indesejável. 

No dia-a-dia, muitos procedimentos inadequados acabam aumentando o custo de comercialização e prejudicando a empresa.

Diante do exposto, sempre que ocorrer uma perda de validade e negociação de troca, a loja deve proceder à baixa do estoque para regularizar custo e a quantidade do inventário.

O procedimento mais adequado é gerar nota de devolução do produto vencido. Caso o fornecedor, opte por bonificar, a loja procede à baixa do estoque e contabiliza a entra do produto bonificado.

Observem como é importante analisar o desempenho produto por produto.

Quanto menor for o custo de comercialização, melhor será o preço.

O que precisa ficar bem claro aos varejistas que o foco não é necessariamente a venda. O custo para comercializar deve ser o alvo do negócio.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *







9 + quatro =